Amizade

fevereiro de 2015 por

Pocotó, pocotó, pocotó
Trotando
Na estrada
No meio
Do pó.
Pocotó, pocotó, pocotó
Lá vai
O cavalinho
Só.
Pocotó, pocotó, pocotó
É tanta
Tristeza
Que dá
Dó.
Pocotó, pocotó, pocotó
Nos olhos
Uma lágrima
No peito
Um nó.

Au, au, au
Triste e
Abandonado
Sua cama
É um jornal.
Au, au, au
Pobre
Vira-lata
Solidão total.
Au, au, au
Até os postes
Fogem
Do animal.
Au, au, au
Sem irmão
Sem primo
Sem amigo
Estava mal.

Um belo dia
O cavalinho Fafá
Conheceu
O cachorrinho Naná
E a amizade
Começou a brotar
Espalhando
Alegria no ar
Eles saíram
A passear.

Escrito em 10/03/2010.

Artigos Relacionados

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *