Ana e Cristina

junho de 2017 por

Mulheres abraçadas, amigas ou namoradas, como se denomina o amor não importa para nadaAna e Cristina
No frescor da juventude
Doces meninas
Resolveram se encontrar
Dobrar a esquina
No caminho da vida
Pura e simplesmente caminhar
No lugar de aplausos
Só queriam respeito
Pelo jeito de encararem a vida
Pois cada um vive
Do seu jeito
E desse jeito
Eram duas flores lindas
Rosa e buquê
Lutando contra tudo
E contra todos
Pelo fato
De querer.
Um amor que não se anuncia
Chega e se apodera
Sem ninguém saber por quê
Ana e Cristina
E uma história linda
Duas amigas
Buscando
Se conhecer
Linhas que se cruzam
Cujo resultado
Só o tempo
Vai poder dizer.
Ana e Cristina
Quem é flor
Quem é espinho
No amor
O que conta
É o carinho.
Sol da noite
Lua do dia
O diferente trama
Mas já existia.
Ana e Cristina
Cristina e Ana.
Ana e Cristina
Cristina e Ana.

Esta poesia já foi musicada por Dudu Fagundes.

Artigos Relacionados

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *