Mãe… África

Maio de 2010 por

Foto: John Atherton, 1968

Arrancaram
Seus filhos
Na escuridão
Da noite
Levando-os
Para uma noite
Bem maior.

Nos Navios Negreiros
Verdadeiros chiqueiros
Aonde eram obrigados
A ficar
Os lamentos
As lágrimas
Enchiam o mar.

Semanas e mais semanas
Dias e mais dias
Horas e mais horas
Minutos e mais minutos
Segundos e mais segundos
Cada vez mais perto do fim
Cada vez mais longe do começo.

Nos rostos
Expressões de medo
Almas
Mortas tão cedo
Nos corações
Muitos segredos
Em vez de homens, arremedos.

Após a chegada
Eram vendidos
Em leilões
Animais diferentes
Em exposições
Triste espetáculo
Exploração de irmão por irmão.

No entanto
A força da Terra Mãe
A fé que não foi
Destruída
Foi o bálsamo
Que curou todas
As feridas.

Surgindo uma Raça nova
Numa Terra nova
De você Mãe
Todos descendentes
Muito obrigado
MÃE ÁFRICA
Por ter nos ajudado a ser gente.

Artigos Relacionados

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *